Confederação de Atletismo perde R$ 30 milhões no patrocínio da Caixa



A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) anuncia na próxima sexta-feira a renovação de seu patrocínio com a Caixa Econômica Federal. O contrato será até o fim dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Mas apesar da manutenção do vínculo, a entidade receberá um valor bem menor que no último ciclo olímpico, passando dos R$ 90 milhões para R$ 60 milhões, uma redução de mais de 33%.



MaisRecentes

Romário quer que presidente de órgão do legado olímpico passe por sabatina no Senado



Continue Lendo

COB mantém uniformes da Nike mesmo sem contrato



Continue Lendo

Clubes citam preocupação com uso de vídeo sem testes na Libertadores



Continue Lendo