No Conselho de Administração do São Paulo, salário é por reunião



Os três membros remunerados do Conselho de Administração do São Paulo (o ídolo Raí, o empresário Julio Conejero e o ex-secretário do governo de São Paulo, Saulo de Castro Abreu) não receberão em forma de salário, e, sim, por reunião. Os encontros do novo órgão serão mensais. Isso ficou definido na reunião de estreia do Conselho.

Os valores não foram divulgados, mas, segundo a coluna apurou, eles são bem inferiores aos conselheiros de empresas no mercado.

Colaborou Márcio Porto



MaisRecentes

Conselheiros do Palmeiras cobram diretor de futebol Alexandre Mattos



Continue Lendo

No Dia do Professor, COB abre inscrições para curso de iniciação esportiva



Continue Lendo

Mau desempenho do time afeta Maurício Galiotte no comando do Palmeiras



Continue Lendo