No Conselho de Administração do São Paulo, salário é por reunião



Os três membros remunerados do Conselho de Administração do São Paulo (o ídolo Raí, o empresário Julio Conejero e o ex-secretário do governo de São Paulo, Saulo de Castro Abreu) não receberão em forma de salário, e, sim, por reunião. Os encontros do novo órgão serão mensais. Isso ficou definido na reunião de estreia do Conselho.

Os valores não foram divulgados, mas, segundo a coluna apurou, eles são bem inferiores aos conselheiros de empresas no mercado.

Colaborou Márcio Porto



MaisRecentes

Volta Redonda é o único clube do RJ a não publicar balancete. Dirigente promete números nesta quinta-feira



Continue Lendo

Ricardo Rocha lança canal de análises e entrevistas no YouTube



Continue Lendo

Dirigente tem a missão de transformar a Inter de Limeira em clube-empresa



Continue Lendo