Só duas federações do Top-10 da CBF tiveram superávit seguido desde a Copa-14



Castellar Neto é o presidente da Federação Mineira (Foto: Divulgação)

Castellar Neto é o presidente da Federação Mineira (Foto: Divulgação)

As Federações Mineira e Catarinense são as únicas (entre as que fazem parte do Top-10 do Ranking da CBF de 2017) que tiveram superávits seguidos desde a Copa do Mundo de 2014. Ou seja, o saldo foi positivo pelo terceiro exercício consecutivo.

Na Federação Mineira, o superávito acumulado é de R$ 2.856.035. Na entidade catarinense, o saldo positivo desde o Mundial é R$ 382.975.

As entidades de Minas e Santa Catarina ficaram entre as cinco que fecharam no azul em 2016.



MaisRecentes

Conmebol anunciará veredito do Flamengo na segunda semana de janeiro



Continue Lendo

Presidência da Primeira Liga fica com o América-MG; vice é do Paraná



Continue Lendo

Botafogo recupera certificado de clube formador da CBF



Continue Lendo