Acordo por intervalo de 66h entre partidas envolve preocupação com manhãs de domingo



A assinatura do acordo entre CBF e Fenapaf para regulamentar a obrigatoriedade do respeito do intervalo de 66h entre as partidas é o desfecho de uma discussão que precisou ser feita na Justiça de Campinas.

Apesar de o juiz ter chegado a decidir que o intervalo deveria ser de 72h, a Fenapaf se deu por satisfeita com o que ficou acordado com a CBF, que anteriormente praticava o intervalo de 60h.

A preocupação da Fenapaf tinha relação também com os jogos das 11h, já que a tabela do Brasileirão anterior trouxe times jogando na noite de quinta e na manhã de domingo, sem que as 66h fossem respeitadas.

O documento assinado pela CBF será protocolado e juntado ao processo para que o juiz homologue a decisão.

Especificamente sobre os jogos às 11h, há um outro processo, correndo em Natal, mas não houve ainda veto ao horário das manhãs de domingo. Fluminense x Santos será o primeiro no horário.



MaisRecentes

Conselheiros do Palmeiras cobram diretor de futebol Alexandre Mattos



Continue Lendo

No Dia do Professor, COB abre inscrições para curso de iniciação esportiva



Continue Lendo

Mau desempenho do time afeta Maurício Galiotte no comando do Palmeiras



Continue Lendo