Ministério da Fazenda dá informações erradas sobre rescisões no Profut. Clubes estão em dia



logo
Não foi verdadeira a resposta que o Ministério da Fazenda enviou, por meio do sistema de Lei de Acesso à Informação, à solicitação de dados referentes a possíveis clubes inadimplentes no Profut. O órgão federal apresentou uma lista de 12 integrantes que supostamente tiveram o parcelamento rescindido, mas, na realidade, está todo mundo em dia com o programa.

Diante da informação publicada pelo blog, que obteve os dados por um veículo oficial do governo, a assessoria de imprensa do Ministério da Fazenda enviou uma nota para corrigir o equívoco.

“A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional informa que não há, atualmente, Clubes de Futebol excluídos do Programa de modernização da gestão e de responsabilidade fiscal do futebol brasileiro (PROFUT). Devido a um erro no tratamento dos dados extraídos do sistema, foram apresentadas informações equivocadas ao jornal por meio da Lei de Acesso a Informações (LAI)”, disse o texto.

A coluna, portanto, foi levada ao erro e se desculpa com os leitores e clubes.

Bangu, ABC e Vila Nova (GO) informaram que desconheciam a informação. O time goiano chegou a enviar uma cópia da Certidão Negativa de Débito, no qual consta que os pagamentos com o Profut estão, de fato, em dia.

A informação errada foi passada sob a chancela da Coordenadora-Geral da Dívida Ativa da União Substituta, Renata Gontijo D’Ambrosio.



MaisRecentes

Contestado no São Paulo, Aguirre pode dar lugar a Rogério Ceni no fim da temporada



Continue Lendo

Oposição vai pedir que Diego Alves permaneça no Flamengo



Continue Lendo

Oposição se enfurece com Bandeira de Mello e pode pedir a sua exclusão do Flamengo



Continue Lendo