Concessão do Maracanã pode parar na Justiça



Partes envolvidas no futuro da gestão do Maracanã já dão como certa a realização de uma nova licitação do Maracanã por parte do Governo do Rio apesar do processo para repassar a concessão do estádio estar em fase final de negociação com a Lagardère. E caso a iniciativa se confirme, o grupo francês entrará na Justiça para tentar manter a compra da concessão ou receber uma indenização. O argumento é que a empresa cumpriu todas as regras que foram criadas pelo próprio Governo do Rio nos 11 meses do processo.

A Lagardère crê que o contrato da concessão do Maracanã será assinado junto à Odebrecht nos próximos dias. Tanto que executivos franceses já estão no Brasil para formalizar o acordo, que ainda tem questões jurídicas para acertar entre as partes. Já a vistoria do estádio está sendo finalizada pelo grupo francês após 12 dias de trabalhos e as reformas apontadas na avaliação do Maracanã já eram esperadas pela Lagardère.

À frente do Consórcio que administra o Maracanã, a Odebrecht já não descarta, internamente, a possibilidade do Governo do Rio lançar uma nova licitação para o estádio, apesar de não ter recebido nenhum comunicado oficial sobre o assunto. A iniciativa agrada o Flamengo, principalmente, cujos dirigentes já tinham recebido “dicas” de uma possível reviravolta no repasse do Maracanã.



MaisRecentes

Na torcida por Cristiano Ronaldo, atacante João Carlos estará no banco do Flu neste sábado



Continue Lendo

Bioquímico que defendeu Guerrero pede que processos não sejam “inquisição moderna”



Continue Lendo

Palmeiras pode receber proposta pelo lateral Victor Luis



Continue Lendo