Governo busca patrocínios para bancar arenas olímpicas



Responsável pela gestão do Parque Olímpico da Barra, o Ministério do Esporte tem na iniciativa privada a saída para bancar os custos de manutenção e utilização das arenas usadas nos Jogos Rio-2016. À frente da iniciativa está Paulo Márcio Dias Mello, presidente da recém-criada Autoridade de Governança do Legado Olímpico (Aglo).

– Já entrei em contato com algumas empresas para tentar buscar patrocínios e investimentos em nosso legado para amenizar o gasto público – afirmou Mello.

Segundo o presidente da Aglo, adaptações têm sido feito feitas nos equipamentos esportivos para deixá-los aptos a receber eventos já que a estrutura necessária neste momento é diferente da utilizada na Rio-2016. Ele cita, por exemplo, a colocação de guarda-corpos em algumas arenas onde foram utilizadas arquibancadas provisórias nos Jogos Olímpicos.

No próximo mês, entretanto, dois eventos já estão confirmados para serem realizados no Parque Olímpico da Barra. O primeiro será a etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, que acontecerá na Arena de Tênis entre os dias 18 e 21. Já no último final de semana do próximo mês será a vez do chamado “Bike Weekend”, que em três dias de evento incluirá a realização do Campeonato Carioca de Ciclismo no Velódromo, além de uma ciclística pelo Rio de Janeiro.



MaisRecentes

Final da Libertadores desperta interesse do espectador brasileiro e audiência explode



Continue Lendo

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo

Contratação de Felipe Melo pelo Flamengo faz parte de ‘presente de Natal’ pedido por Abel Braga



Continue Lendo