Governo busca patrocínios para bancar arenas olímpicas



Responsável pela gestão do Parque Olímpico da Barra, o Ministério do Esporte tem na iniciativa privada a saída para bancar os custos de manutenção e utilização das arenas usadas nos Jogos Rio-2016. À frente da iniciativa está Paulo Márcio Dias Mello, presidente da recém-criada Autoridade de Governança do Legado Olímpico (Aglo).

– Já entrei em contato com algumas empresas para tentar buscar patrocínios e investimentos em nosso legado para amenizar o gasto público – afirmou Mello.

Segundo o presidente da Aglo, adaptações têm sido feito feitas nos equipamentos esportivos para deixá-los aptos a receber eventos já que a estrutura necessária neste momento é diferente da utilizada na Rio-2016. Ele cita, por exemplo, a colocação de guarda-corpos em algumas arenas onde foram utilizadas arquibancadas provisórias nos Jogos Olímpicos.

No próximo mês, entretanto, dois eventos já estão confirmados para serem realizados no Parque Olímpico da Barra. O primeiro será a etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, que acontecerá na Arena de Tênis entre os dias 18 e 21. Já no último final de semana do próximo mês será a vez do chamado “Bike Weekend”, que em três dias de evento incluirá a realização do Campeonato Carioca de Ciclismo no Velódromo, além de uma ciclística pelo Rio de Janeiro.



MaisRecentes

Gestão de associação coloca clubes de Santa Catarina na vanguarda do futebol



Continue Lendo

Internet e canais de filmes podem transmitir jogos do Brasileirão a partir de 2019



Continue Lendo

Zagueiro Igor Rabello pode deixar o Botafogo e se transferir para a Itália



Continue Lendo