Verba dos Correios para o esporte cai 84% em 2017



O investimento feito pelos Correios em patrocínio esportivo em 2017 terá uma redução de 84% em relação ao destinado pela empresa estatal no ano passado, quando o país recebeu os Jogos Rio-2016. Os recursos inseridos no esporte passarão de R$ 106,5 milhões para apenas R$ 17 milhões.

– Em função do momento muito delicado que a empresa passa, todos os valores tiveram cortes representativos – afirmou o presidente dos Correios, Guilherme Campos, em audiência pública na Câmara dos Deputados.

Em relação às confederações que patrocina, a entidade mais prejudicada em termos de valores foi a CBDA, cujos recursos passaram de R$ 24,4 milhões para apenas R$ 5,7 milhões. Já a confederação de tênis sua verba de patrocínio diminuir de R$ 8,3 milhões para R$ 2 milhões, e a de handebol de R$ 6,8 milhões para R$ 1,6 milhão, além da queda de R$ 769 mil para R$ 400 mil no investimento em outras atividades esportivas.

Por outro lado, a empresa estatal passou a patrocinar a Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) em contrato de R$ 980 mil.



MaisRecentes

Diretor da Chape compara permanência na Série A a título da Champions League



Continue Lendo

Botafogo sai da lista de clubes formadores da CBF. Coritiba retorna



Continue Lendo

Entidades buscam nome para preencher vaga no Tribunal Antidopagem



Continue Lendo