Palmeiras atinge R$ 15 milhões com taxa aos sócios para reforma de prédio



O Palmeiras atingiu R$ 15 milhões com a taxa de melhoria imposta aos sócios do clube social (não os do programa Avanti) para bancar a reforma do prédio administrativo que foi uma das divergências entre clube e WTorre. O total arrecadado já corresponde a 75% dos cerca de R$ 20 milhões que a diretoria pretende obter com os associados.

O dado consta no último balancete do clube sobre os dados financeiros de fevereiro. Iniciada em setembro de 2015, a cobrança adicional nas mensalidades foi imposta pelo ex-presidente Paulo Nobre sendo R$ 55 para o plano individual e R$ 88 para o familiar.

 

 



MaisRecentes

Volta Redonda é o único clube do RJ a não publicar balancete. Dirigente promete números nesta quinta-feira



Continue Lendo

Ricardo Rocha lança canal de análises e entrevistas no YouTube



Continue Lendo

Dirigente tem a missão de transformar a Inter de Limeira em clube-empresa



Continue Lendo