Palmeiras atinge R$ 15 milhões com taxa aos sócios para reforma de prédio



O Palmeiras atingiu R$ 15 milhões com a taxa de melhoria imposta aos sócios do clube social (não os do programa Avanti) para bancar a reforma do prédio administrativo que foi uma das divergências entre clube e WTorre. O total arrecadado já corresponde a 75% dos cerca de R$ 20 milhões que a diretoria pretende obter com os associados.

O dado consta no último balancete do clube sobre os dados financeiros de fevereiro. Iniciada em setembro de 2015, a cobrança adicional nas mensalidades foi imposta pelo ex-presidente Paulo Nobre sendo R$ 55 para o plano individual e R$ 88 para o familiar.

 

 



MaisRecentes

Conselheiros do Palmeiras cobram diretor de futebol Alexandre Mattos



Continue Lendo

No Dia do Professor, COB abre inscrições para curso de iniciação esportiva



Continue Lendo

Mau desempenho do time afeta Maurício Galiotte no comando do Palmeiras



Continue Lendo