‘Leilão’ de Neymar reuniu DIS, Traffic e MSI



O empresário Delcir Sonda, que detinha 40% dos direitos econômicos de Neymar até a negociação do jogador com o Barcelona, afirmou que a participação na venda do atleta foi adquirida após um “leilão” que também envolveu outros dois grandes grupos de atuação no futebol: a Traffic Sports, cujo fundador, J. Hawilla, pagou multa milionária por ter participado do esquema de corrupção no escândalo da Fifa; e a MSI, do empresário Kia Joorabchian, e ex-parceira do Corinthians.

A concorrência entre as empresas para adquirir parte dos direitos de Neymar ocorreu em 2008, quando o jogador tinha apenas 17 anos e atuava nas categorias de base do Santos. Segundo Sonda, o fundo de investimento DIS, do qual é fundador, pagou R$ 5,5 milhões à época para ficar com os 40% dos direitos do atleta.

– Apostamos na carreira dele antes de se tornar profissional”, contou o empresário, em coletiva ocorrida em São Paulo, nesta quarta-feira, para falar sobre a ação que move por suposta fraude na negociação de Neymar para o Barça.

– Nós confiávamos no Neymar e fomos procurados pelos agentes Wagner Ribeiro junto com o pai do jogador em 2008. Começamos as negociações  que se concretizaram em março de 2009 – explicou o empresário.



MaisRecentes

Gestão de associação coloca clubes de Santa Catarina na vanguarda do futebol



Continue Lendo

Internet e canais de filmes podem transmitir jogos do Brasileirão a partir de 2019



Continue Lendo

Zagueiro Igor Rabello pode deixar o Botafogo e se transferir para a Itália



Continue Lendo