‘Leilão’ de Neymar reuniu DIS, Traffic e MSI



O empresário Delcir Sonda, que detinha 40% dos direitos econômicos de Neymar até a negociação do jogador com o Barcelona, afirmou que a participação na venda do atleta foi adquirida após um “leilão” que também envolveu outros dois grandes grupos de atuação no futebol: a Traffic Sports, cujo fundador, J. Hawilla, pagou multa milionária por ter participado do esquema de corrupção no escândalo da Fifa; e a MSI, do empresário Kia Joorabchian, e ex-parceira do Corinthians.

A concorrência entre as empresas para adquirir parte dos direitos de Neymar ocorreu em 2008, quando o jogador tinha apenas 17 anos e atuava nas categorias de base do Santos. Segundo Sonda, o fundo de investimento DIS, do qual é fundador, pagou R$ 5,5 milhões à época para ficar com os 40% dos direitos do atleta.

– Apostamos na carreira dele antes de se tornar profissional”, contou o empresário, em coletiva ocorrida em São Paulo, nesta quarta-feira, para falar sobre a ação que move por suposta fraude na negociação de Neymar para o Barça.

– Nós confiávamos no Neymar e fomos procurados pelos agentes Wagner Ribeiro junto com o pai do jogador em 2008. Começamos as negociações  que se concretizaram em março de 2009 – explicou o empresário.



MaisRecentes

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo

Contratação de Felipe Melo pelo Flamengo faz parte de ‘presente de Natal’ pedido por Abel Braga



Continue Lendo

Após confirmação de Valentim em 2019, goleiro Martín Silva deve sair do Vasco



Continue Lendo