Novo texto do Profut protege clubes inadimplentes



O decreto aprovado em 2015 que regulamenta a Apfut – órgão que fiscaliza os clubes no refinanciamento de dívidas fiscais do Profut – foi alterado nesta semana para evitar a divulgação do nome dos clubes inadimplentes no programa.

Assinado pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira de Oliveira, o novo texto sobre os parcelamentos do Profut diz que fica “condicionada a publicidade externa das informações à restrição aos dados totalizados de débito sem a identificação da entidade desportiva a que se referem”.

Além de vetar a identificação dos clubes e entidades que estão inadimplentes, o novo texto da regulamentação da Apfut impõe exclusividade ao órgão na obtenção dos dados e não mais o Ministério do Esporte.

Antes, a redação da norma volta-se aos documentos necessários para as entidades esportivas aderirem ao Profut e os colocava também à disposição da pasta. A Apfut, entretanto, está ligada ao Ministério tendo três dos seus membros indicados pela pasta de Esporte.

 



  • Julio Cezar Carvalho

    Decisão besta, diga-se, pois quando o clube tiver que ser punido tecnicamente por inadimplência, logicamente o seu nome terá que ser publicado, de uma forma ou de outra, já que esta agremiação não poderá participar ser punida com rebaixamento. Se é que este texto será posto em prática realmente.

MaisRecentes

‘Com a crise, temos que fazer mais com menos’, diz executivo de marketing do COB



Continue Lendo

Romário quer que presidente de órgão do legado olímpico passe por sabatina no Senado



Continue Lendo

COB mantém uniformes da Nike mesmo sem contrato



Continue Lendo