Novo texto do Profut protege clubes inadimplentes



O decreto aprovado em 2015 que regulamenta a Apfut – órgão que fiscaliza os clubes no refinanciamento de dívidas fiscais do Profut – foi alterado nesta semana para evitar a divulgação do nome dos clubes inadimplentes no programa.

Assinado pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira de Oliveira, o novo texto sobre os parcelamentos do Profut diz que fica “condicionada a publicidade externa das informações à restrição aos dados totalizados de débito sem a identificação da entidade desportiva a que se referem”.

Além de vetar a identificação dos clubes e entidades que estão inadimplentes, o novo texto da regulamentação da Apfut impõe exclusividade ao órgão na obtenção dos dados e não mais o Ministério do Esporte.

Antes, a redação da norma volta-se aos documentos necessários para as entidades esportivas aderirem ao Profut e os colocava também à disposição da pasta. A Apfut, entretanto, está ligada ao Ministério tendo três dos seus membros indicados pela pasta de Esporte.

 



  • Julio Cezar Carvalho

    Decisão besta, diga-se, pois quando o clube tiver que ser punido tecnicamente por inadimplência, logicamente o seu nome terá que ser publicado, de uma forma ou de outra, já que esta agremiação não poderá participar ser punida com rebaixamento. Se é que este texto será posto em prática realmente.

MaisRecentes

Diretor da Chape compara permanência na Série A a título da Champions League



Continue Lendo

Botafogo sai da lista de clubes formadores da CBF. Coritiba retorna



Continue Lendo

Entidades buscam nome para preencher vaga no Tribunal Antidopagem



Continue Lendo