Copa América no Brasil não deve ter sedes vistas como distantes



Maracanã (Foto: Staff Images)

Maracanã está nos planos para 2019 (Foto: Staff Images)

O planejamento inicial traçado pela CBF junto à Conmebol em relação às sedes a serem escolhidas para a disputa da Copa América-2019, em solo brasileiro, tem como critério evitar grandes distâncias. Ou seja, nada de locais como Manaus e Cuiabá, que receberam a Copa do Mundo. O número de sedes vai depender da escolha do formato da competição (quantos participantes, por exemplo), mas o leque do momento tem, por exemplo, Rio, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília.

A CBF, inclusive, não quis nem saber da proposta da Conmebol de adiar a edição de 2019 da Copa América para 2020, já que a entidade sul-americana decidiu realizar o torneio de seleções em anos pares, casando com o calendário da Eurocopa. A lógica é: mais competições, mais receitas. Os EUA serão “agraciados” com a edição de 2020. A mudança do cronograma, inclusive, vai ser objeto de uma votação protocolar no Conselho da Conmebol – a chance de rejeição é nula.



MaisRecentes

Conmebol cria aba no site para informações sobre Tribunal Disciplinar



Continue Lendo

Grêmio espera até meados de junho para tomar decisão sobre Arena



Continue Lendo

Barça ignora fase do Real Madrid e supera rival em venda de camisas no Brasil



Continue Lendo