Investimento da Caixa em patrocínios no futebol pode chegar a R$ 160 milhões



Em fase final de negociações de patrocínios a clubes de futebol para esta temporada, a Caixa já soma R$ 120 milhões em investimentos para expor a marca do banco nos uniformes dos times, praticamente o mesmo valor do ano passado, que foi de R$ 122 milhões. Entretanto, o montante investido em 2017 pode chegar a R$ 160 milhões caso a instituição financeira mantenha o acordo com dois dos grandes times do futebol brasileiro: Corinthians e Vasco, cujos acordos na temporada passada foram de R$ 30 milhões e R$ 9 milhões, respectivamente.

Os maiores contratos fechados até o momento pela Caixa são Flamengo, cujo valor pode chegar a R$ 30 milhões caso o Rubro-Negro conquiste títulos, e Atlético Mineiro, que receberá R$ 16 milhões. Já o menor foi fechado com o Paysandu, por R$ 3 milhões, seguido de Ceará, Figueirense e América-MG, que receberão R$ 3,4 milhões cada.

Em relação aos acordos renovados, três times conseguiram elevar os valores recebidos pelo patrocínio em relação ao ano passado. O principal deles foi o Atlético Mineiro, que aumentou em R$ 3,5 milhões em relação aos R$ 12,5 milhões que recebeu em 2016. Sport e Coritiba, que receberam R$ 6 milhões na temporada, vão receber R$ 7,8 milhões e R$ 7,5 milhões, respectivamente. O único clube cujo valor reduziu foi o Figueirense, cujo acordo baixou de R$ 4 milhões para R$ 3,4 milhões.

Veja abaixo os clubes e os valores de patrocínio com a Caixa para 2017.

Clube                       Valor (em R$ milhões) 
Flamengo                         30
Atlético-MG                     16
Santos*                                15
Cruzeiro                             12
Sport                                   7,8
Bahia                                   7,8
Coritiba                              7,5
Avaí                                     5,5
Náutico                             3,7
Figueirense                     3,4
América                            3,4
Ceará                                   3,4
Paysandu                            3

*Ainda não divulgado no Diário Oficial

 



MaisRecentes

Oposição se enfurece com Bandeira de Mello e pode pedir a sua exclusão do Flamengo



Continue Lendo

Luiz Felipe Scolari pode ter contrato estendido até 2022 e depois virar manager



Continue Lendo

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo