Jogador cita casos de Petros e Dudu para voltar aos gramados após agredir juiz



O zagueiro Ferreira tenta reduzir sua pena para voltar aos gramados após ser suspenso por 180 dias por agredir o árbitro e um companheiro do Guarani na final da Série C contra o Boa Esporte, em novembro do ano passado.

Na próxima quinta, o advogado do atleta irá ao STJD despachar uma série de documentos para que o jogador possa voltar a atuar. A equipe de defesa do atleta tenta compará-lo aos casos de Petros (ex-Corinthians) e Dudu (Palmeiras), que tiveram as penas reduzidas após suspensão semelhante de 180 dias.

Além disso, a equipe de Ferreira levará uma proposta feito pelo Guarani para o zagueiro voltar a defender o clube na Série B do Brasileiro, que começa antes do fim de sua punição.

Inscrito no Paulistão pelo Mirassol, Ferreira tem apenas treinado no time do interior para manter a forma física e segundo seu empresário, Fábio Bombardi, ele tem enfrentado dificuldades financeiras por conta do caso.

Veja abaixo o lance em que Ferreira foi suspenso.



  • Carlos Gustavo Klann

    O jogado do BOA também deveria ser punido. Essa maldita mania de jogador brasileiro de ludibriar a arbitragem. Não justifica a atitude do jogador do Guarani, mas o que causou isso tudo foi a encenação patética do que recebeu a falta…

MaisRecentes

Vadão está de volta à Seleção Brasileira feminina



Continue Lendo

Árbitro da final da Copa do Brasil é cruzeirense. Mas isso não tem a ver com futebol



Continue Lendo

Ana Paula Oliveira vê árbitro de vídeo como ajuda e confia em bom treinamento



Continue Lendo