Sindicato de Atletas promete ação contra limite de idade no Paulista e FPF rebate



O Sindicato de Atletas Profissionais de São Paulo (Sapesp) promete entrar com nova ação na Justiça contra a Federação Paulista. Após tentar paralisar o Estadual por causa de atrasos salariais, em processo que corre na Justiça do Trabalho, a Sapesp diz que tentará, por medida judicial, pôr fim ao limite de 23 anos para os atletas que atuam na 4ª divisão do Paulista (Série B). Segundo o sindicato, a regra favorece o desemprego da categoria.

Contatada sobre a iniciativa do sindicato, a FPF diz que o limite de idade na competição foi uma decisão tomada pelos clubes no Conselho Técnico do torneio, e que a medida “incentiva a formação de novos atletas”. A entidade ainda rebate a Sapesp dizendo que trabalha para “fomentar o futebol” enquanto que o sindicato “passa por cima dos interesses dos atletas e atua para que seus advogados conquistem novos clientes”.

Veja abaixo a posição da FPF enviada à coluna sobre o caso.

“A decisão de ter jogadores abaixo de 23 anos foi tomada pelos clubes da Segunda Divisão, em Conselho Técnico realizado no dia 2/2/2017. A medida incentiva a formação de novos atletas e o fomento do futebol paulista como um todo.

Os objetivos da FPF e do sindicato são realmente distintos. Nós trabalhamos para fomentar o futebol e para que os atletas recebam seus salários, enquanto o sindicato passa por cima dos interesses dos atletas e atua para que seus advogados conquistem novos clientes.”



MaisRecentes

Diretor da Chape compara permanência na Série A a título da Champions League



Continue Lendo

Botafogo sai da lista de clubes formadores da CBF. Coritiba retorna



Continue Lendo

Entidades buscam nome para preencher vaga no Tribunal Antidopagem



Continue Lendo