Justiça do Trabalho nega paralisar Paulistão por atraso de salários



Em audiência realizada nesta quinta-feira na Justiça do Trabalho de São Paulo, a Federação Paulista de Futebol conseguiu evitar que as competições realizadas pela entidade, como o Paulistão, sejam paralisadas por descumprimento a leis trabalhistas. A ação foi impetrada pelo Sindicato dos Atletas Profissionais de São Paulo (Sapesp) por conta do atraso no pagamento de salários a jogadores.

O Sindicato se baseou em normas aprovadas por meio da Lei do Profut que obriga a CBF e federações a exigir a apresentação de documentos que comprovem o pagamento de impostos, FGTS, salários e direitos de imagem aos atletas.

O juiz da 10ª Vara de Campinas, onde corre a ação, decidiu não conceder a liminar de paralisar as competições para não prejudicar os clubes que estão com os pagamentos e documentos em dia. Entre os argumentos de defesa apresentados na audiência, a FPF citou a inconstitucionalidade da norma incluída na Lei do Profut e uma resolução aprovada pelo Ministério do Esporte que prorroga a exigência para a temporada de 2018.

Com o argumento, o juiz deu um prazo de 25 dias para que FPF e Sapesp tentem chegar a um acordo. Caso isso não ocorra, o sindicato irá se manifestar em relação à defesa apresentada pela Federação na audiência desta quinta para uma nova decisão da Justiça.

Para a Sapesp, há a possibilidade da FPF ser multada com o valor sendo repassado aos atletas prejudicados, o que é negado pela entidade que comanda o futebol paulista.

Veja abaixo a posição da Federação sobre o caso.

“A FPF esclarece que a Justiça já indeferiu o pedido de paralisação dos campeonatos, preservando o a atividade dos atletas que disputam as competições. E na audiência desta quinta, o juiz suspendeu o processo por 25 dias. A FPF reforça que a ação é descabida e vai na contramão do fomento do futebol e do real interesse dos atletas.”

*Nota atualizada às 23h03

 



MaisRecentes

Na torcida por Cristiano Ronaldo, atacante João Carlos estará no banco do Flu neste sábado



Continue Lendo

Bioquímico que defendeu Guerrero pede que processos não sejam “inquisição moderna”



Continue Lendo

Palmeiras pode receber proposta pelo lateral Victor Luis



Continue Lendo