Ex-diretor do Corinthians: apoio à volta de Andrés e um ‘eu já sabia’ sobre Carille



O ex-diretor adjunto de futebol do Corinthians, Edu Ferreira, que esteve nos dois dias de desfile das escolas de samba do Grupo Especial do Rio, está comemorando o fato de, sob a batuta de Fabio Carille, o Timão estar tão bem no Paulista: “Sou suspeito para falar. Sempre quis o Carille, sabia que tinha condição de terminar os dois meses do ano passado. Ele está só provando que é capacitado”, disse Edu, que pediu demissão assim que Oswaldo de Oliveira foi anunciado.

Edu, que diz não ter deixado o Corinthians, apenas o departamento de futebol, garante estar atuando na política interna do clube e criticou a tentativa de impeachment contra o presidente Roberto de Andrade: “Não tinha cabimento. Foi um ato totalmente político, errado. Temos que dar apoio ao Roberto nesse último ano de gestão”.

Sobre a eleição do ano que vem, Edu defende a candidatura de uma figura experiente como fator para unir o clube. Ele cita Andrés Sanchez, que se reaproximou do controle do futebol. “Andrés é um dos homens mais importantes no Corinthians. É um nome muito forte. Seria muito importante para retornar ao comando do clube”, disse.



  • Rodrigo

    Esse aí vai voltar só se for pro Xadrez ver o sol nascer quadrado. Esse é cliente da Lava-Jato junto com o Lula e o vice presidente do Small André Negão. Isso é uma quadrilha.

    • Joao Roberto

      É, E VOCÊ PAGANDO O PAU, EM TODAS AS NOSSAS NOTÍCIAS.KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK,CHORA PORCO

  • Foo Fighters Man

    Embora Edu Ferreira tenha problema de dicção e não tenha a menor condição de falar em público, ele está certo e realmente defendeu Carille como técnico efetivo do Corinthians, antes da patética aventura com Oswaldo de Oliveira. Vale lembrar que Carille deixou o Corinthians em 5o lugar no Brasileirão -ou seja, na zona de classificação da Libertadores- e que venceu o forte Cruzeiro de Mano Menezes no 1o jogo da Copa do Brasil. O time estava se ajustando, tinha feito bons jogos, e ele foi tirado por esse péssimo administrador que é Roberto de Andrade. Pelo menos agora ele quase não dá mais as caras e só quem manda são Flavio Adauto e Alessandro.

    Carille é muito bom, e com Osmar Loss ao lado, vai crescer muito. Carille mantém esse papo de Tite pra lá e pra cá, até pra ter algum respaldo, mas quem vê o time jogar percebe que ele tem repertório melhor (em esquemas de jogo) e é menos conservador que Tite, haja vista a quantidade de moleques da base que estão jogando como titulares e se firmando. Uma hora virão tropeços, o time está em formação, mas o caminho é esse mesmo.

MaisRecentes

Ana Paula Oliveira vê árbitro de vídeo como ajuda e confia em bom treinamento



Continue Lendo

Nuzman está inclinado a se explicar na Câmara sobre escândalo



Continue Lendo

CBV visita cidade que pode receber seleções de vôlei nos Jogos de 2020



Continue Lendo