Atletas entram com ação contra CBDA para manter peso do voto na eleição da entidade



Três atletas entraram com ação na Justiça contra a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) para tentar manter o poder da categoria na eleição para presidente da entidade, que está marcada para o próximo dia 18.

Entre os autores da ação estão dois atletas que disputaram os Jogos Rio-2016: a nadadora Joanna Maranhã e a jogadora de pólo aquático Camila Pedrosa. Também assina a ação o nadador Rodrigo Modena Munhoz.

Os atletas acionaram a Justiça do Rio de Janeiro para tentar reverter a mudança no estatuto que diminui o poder de voto dos atletas nas eleições da CBDA.

Em assembleia polêmica realizada em setembro do ano passado, o peso de voto da categoria, que antes era igual ao de uma federação, foi reduzido para 1/6 das entidades. Distribuída na semana passada, a ação corre em regime de urgência e a expectativa é que o juiz dê um parecer nos próximos dias.



MaisRecentes

Ana Paula Oliveira vê árbitro de vídeo como ajuda e confia em bom treinamento



Continue Lendo

Nuzman está inclinado a se explicar na Câmara sobre escândalo



Continue Lendo

CBV visita cidade que pode receber seleções de vôlei nos Jogos de 2020



Continue Lendo