Candidato da oposição no São Paulo quer Abílio para negociar dívida com bancos



Apoiado por Abílio Diniz na campanha para presidente do São Paulo, José Eduardo Mesquita Pimenta diz não esperar por aporte financeiro do empresário caso vença as eleições, em abril. Mas diz contar com a ajuda do ilustre são-paulino para atuar nas negociações com os bancos.

– Com a força e o poderio que ele tem, podemos negociar contratos em melhores condições, com prazos mais longos e juros mais convenientes – disse Pimenta, na inauguração de seu comitê de campanha, no meio da semana.

A ideia do candidato de oposição do São Paulo de contar com o empresário Abílio Diniz para atuar junto aos bancos deve-se à dívida de cerca de R$ 160 milhões junto às instituições financeiras, segundo análise do Itaú BBA divulgada no ano passado. O valor corresponde a mais da metade da dívida do clube do Morumbi.



MaisRecentes

Nuzman está inclinado a se explicar na Câmara sobre escândalo



Continue Lendo

CBV visita cidade que pode receber seleções de vôlei nos Jogos de 2020



Continue Lendo

Botafogo deixa a Libertadores com R$ 13,4 milhões pela participação



Continue Lendo