Nova dona do Maracanã terá que investir mais de R$ 200 milhões



O contrato para assumir a concessão do Maracanã prevê um investimento de mais de R$ 200 milhões durante os 32 anos de gestão do estádio pela empresa que ficar com a concessão. O valor que consta no documento é o mínimo a ser investido pela nova dona do estádio. A estimativa, entretanto, é que a vencedora da concessão desembolse até R$ 500 milhões.

Com a desistência da GL Events, a única interessada no Maracanã passou a ser a francesa Lagardère, cuja proposta gira em torno de R$ 60 milhões apenas para assumir a gestão do estádio.

Pessoas ligadas ao processo de venda da concessão do Maracanã avaliam que a saída da GL Events ocorreu por conta da gestão de estádios não ser o principal negócio do grupo. O forte da GL Events, que encabeçava o grupo, é a administração de espaço de eventos, como é o caso do Riocentro.

Já a CSM, que estava no bloco, tem expertise na gestão de camarotes e espaços premium em arenas. Na Odebrecht, a informação sobre o recuo não chegou oficialmente, o que causou estranheza.



MaisRecentes

‘Rainbow Six Pro League’, no Rio de Janeiro, neste fim de semana, terá premiação milionária



Continue Lendo

Superintendente garante que não há obstáculos para construir no campo do Everest



Continue Lendo

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo