Clubes da Série A não poderão mais mandar jogos fora do estado de origem



Os clubes da Série A aprovaram no conselho técnico desta segunda-feira a inclusão de um dispositivo no regulamento do Brasileirão que proíbe os clubes de mandarem jogos fora do estado de origem. Acabou a venda de mando. A proposta aprovada partiu do Atlético-MG. Segundo dirigentes que participam da reunião, na sede da CBF, não há exceção a essa regra.

– O arbitral serve para algumas mudanças. Ano passado colocamos que estava existindo essa prática – disse o presidente atleticano, Daniel Nepomuceno.

Um dos maiores adeptos da venda de mando de campo para fora do estado de origem, o Flamengo foi um dos que se opuseram à medida, sobretudo pela situação do Maracanã.

– O Flamengo não votou a favor, tem torcida em todos os lugares. A decisão foi ruim porque inviabiliza três, quatro arenas da Copa do Mundo, que sobrevivem com jogos dos clubes de fora dos estados, principalmente o Flamengo. Fomos absolutamente contrários, mas não tem nada a fazer – lamentou o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, que acrescentou:

– Não houve a compreensão por parte dos nossos coirmãos.



MaisRecentes

Governo admite que errou em MP que retira recursos do esporte



Continue Lendo

Sem resposta de Zé Ricardo, Milton Mendes entra no radar do Botafogo



Continue Lendo

Novo diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni tem três nomes para lugar de Abel Braga



Continue Lendo