Del Nero fez acordo político por comando da arbitragem da Conmebol



A escolha do brasileiro Wilson Seneme para ser presidente da Comissão de Arbitragem da Conmebol não foi por acaso, contou o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero. Segundo o dirigente, a conversa na entidade era fazer uma composição política para que o Brasil tivesse uma das vice-presidências da entidade.

Mas Del Nero disse que recusou para pedir o comando do apito continental.

– Eu sei que meus árbitros são honestos – argumentou o atual presidente da CBF, que foi “chefe” de Seneme na Federação Paulista.

Marco Polo ainda elogiou a gestão Alejandro Domínguez, que assumiu após a prisão de Juan Ángel Napout.

– Hoje estamos vendo uma Conmebol diferente. A cada dia que passa está melhor – analisou.

Wilson Seneme substituiu o paraguaio Carlos Alarcón no comando da arbitragem continental. Alarcón estava desde os tempos de Nicolás Leoz.



MaisRecentes

Santos e FPF se unem em campanha por apoio ao futebol feminino no Brasil



Continue Lendo

Jogos da Série B1 do Carioca terão transmissão pela tv a cabo



Continue Lendo

Descumprimento de acordo judicial pode retirar o Vasco de Ato Trabalhista



Continue Lendo