Del Nero fez acordo político por comando da arbitragem da Conmebol



A escolha do brasileiro Wilson Seneme para ser presidente da Comissão de Arbitragem da Conmebol não foi por acaso, contou o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero. Segundo o dirigente, a conversa na entidade era fazer uma composição política para que o Brasil tivesse uma das vice-presidências da entidade.

Mas Del Nero disse que recusou para pedir o comando do apito continental.

– Eu sei que meus árbitros são honestos – argumentou o atual presidente da CBF, que foi “chefe” de Seneme na Federação Paulista.

Marco Polo ainda elogiou a gestão Alejandro Domínguez, que assumiu após a prisão de Juan Ángel Napout.

– Hoje estamos vendo uma Conmebol diferente. A cada dia que passa está melhor – analisou.

Wilson Seneme substituiu o paraguaio Carlos Alarcón no comando da arbitragem continental. Alarcón estava desde os tempos de Nicolás Leoz.



MaisRecentes

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo

Ferj se surpreende com informalidade da prefeitura do Rio de Janeiro



Continue Lendo

Elenco do Palmeiras pede por Deyverson, Felipão dá chance, mas diretoria quer negociá-lo



Continue Lendo