Laboratório se reaproxima da CBF



O Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD) vai retomar nesta semana as negociações com a CBF para que os exames do futebol sejam feitos em solo brasileiro e não mais nos Estados Unidos ou na Suíça. Uma reunião está marcada para esta quarta-feira, no Rio, e valores serão discutidos. A relutância da CBF em fechar com o LBCD é que, mesmo com passagem e hospedagem no exterior, fica mais barato fazer os exames fora do país. A negociação iniciou ano passado, deu uma esfriada, mas será retomada.

Por falar em exames, a Agência Mundial Antidoping (Wada, sigla em inglês) sondou a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) para agir com o intuito de usar os serviços do laboratório brasileiro nos próximos anos, sobretudo por causa da realização dos Jogos Mundiais da Juventude-2018, em Buenos Aires, e dos Jogos Pan-Americanos-2019, em Lima, no Peru. Responsável pela ABCD, o secretário Rogério Sampaio fala em contribuir para que o LBCD vire “referência”.

Na discussão sobre a devolução à ABCD da conformidade no controle de dopagem, a Wada tem mantido contato periódico com o governo brasileiro. Recentemente, a Agência solicitou, por exemplo, o envio do regimento interno do Tribunal Antidopagem. A Wada fez algumas observações e uma nova versão já foi repassada. O plano de controle para 2017 também foi uma demanda e nele a previsão é da realização de 4.486 testes nos atletas brasileiros.



MaisRecentes

Um Tite x Carille ajudará famílias das vítimas do acidente da Chapecoense



Continue Lendo

Na situação, também há simpatia por união geral e candidato único no Flamengo



Continue Lendo

Grêmio tem reunião nesta sexta na Conmebol: arbitragem em pauta



Continue Lendo