Contratos do Maracanã devem ser mantidos por grupo vencedor da concessão



Os contratos que o Maracanã mantém atualmente com dezenas de fornecedores de serviços como segurança, alimentação e limpeza deverão ser mantidos com a venda da concessão do estádio. Estão na disputa o grupo francês Lagardère e a inglesa GL Events. Caso opte por outra prestadora de serviço, a vencedora da disputa terá que arcar com a rescisão.

Dona dos serviços de alimentação até 2018 e com direito de prorrogar o acordo por mais 5 anos, a Team Food protocolou ação na Justiça, no mês passado, pedindo indenização de R$ 4 milhões à concessionária liderada pela Odebrecht caso perca o contrato. A responsabilidade pelo pagamento, entretanto, deve ficar com a empresa que ficará com a gestão do Maracanã, caso ela opte por rescindir o acordo.

 



MaisRecentes

À espera de decisão da Justiça sobre eleição, oposição se movimenta no Vasco



Continue Lendo

Instituto Guga Kuerten consegue captar doações via ‘Clube do Patrocínio’



Continue Lendo

Grupos respeitam luto por Eurico, mas rearrumação política está em curso



Continue Lendo