Contratos do Maracanã devem ser mantidos por grupo vencedor da concessão



Os contratos que o Maracanã mantém atualmente com dezenas de fornecedores de serviços como segurança, alimentação e limpeza deverão ser mantidos com a venda da concessão do estádio. Estão na disputa o grupo francês Lagardère e a inglesa GL Events. Caso opte por outra prestadora de serviço, a vencedora da disputa terá que arcar com a rescisão.

Dona dos serviços de alimentação até 2018 e com direito de prorrogar o acordo por mais 5 anos, a Team Food protocolou ação na Justiça, no mês passado, pedindo indenização de R$ 4 milhões à concessionária liderada pela Odebrecht caso perca o contrato. A responsabilidade pelo pagamento, entretanto, deve ficar com a empresa que ficará com a gestão do Maracanã, caso ela opte por rescindir o acordo.

 



MaisRecentes

Oposição se enfurece com Bandeira de Mello e pode pedir a sua exclusão do Flamengo



Continue Lendo

Luiz Felipe Scolari pode ter contrato estendido até 2022 e depois virar manager



Continue Lendo

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo