Governo do RJ aprova propostas para o Maracanã



O Governo do Rio de Janeiro aprovou, ontem, as propostas para a compra da concessão do Maracanã junto à Odebrecht que foram feitas pela francesa Lagardère e pelo grupo GL Events/CSM. A decisão final sobre quem ficará com a gestão do Complexo do Maracanã será da empreiteira, que repassará a concessão pelos próximos 31 anos. O valor do acordo deve girar em torno de R$ 60 milhões e R$ 70 milhões e a expectativa é que a definição ocorra nos próximos dias.

A análise das propostas ocorreu na manhã de ontem reunindo os integrantes da Comissão instituída pelo Governo do Rio para cuidar do processo. No Diário Oficial de Rio desta quinta está que “a Comissão analisou a documentação apresentada e constatou o atendimento às exigências (…) pelos grupos denominados pela Concessionária como GL Events e Lagardère”. Ainda de acordo com o documento, “os citados grupos foram considerados aptos a assumir o Bloco de Controle da Concessionária”.

Contratado pela Lagardère para auxiliar o grupo francês no processo de aquisição do Maracanã, o ex-diretor da CBF, Rodrigo Paiva, diz que a proposta feita é “complexa” e que haverá conversas com a Odebrecht caso a Lagardère seja a vencedora da concessão para falar sobre os custos das obras necessárias para realizar no Maracanã após o descaso com estádio após os Jogos Rio-2016.

–  Não dá para falar de algo que ninguém sabe quanto custa e nem o que aconteceu lá. Toda proposta é conversada com a Odebrecht e neste caso não será diferente, a Lagardère vai conversar – comentou Paiva.



MaisRecentes

Grupos respeitam luto por Eurico, mas rearrumação política está em curso



Continue Lendo

Botafogo-SP cobra isonomia em promoção no confronto contra o Mirassol-SP



Continue Lendo

Evento de e-Sports terá análise sobre o mercado para empresas



Continue Lendo