Secretaria de Segurança Pública irá apurar proibição de mulheres com bolsas em jogo da Copinha



A Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Governo de São Paulo afirmou em nota à coluna que o esquema de segurança adotado no jogo entre Corinthians e Juventus, no último domingo, será apurado pelo órgão.

Na partida, ocorrida na Arena Barueri e válida pelas semifinais da Copa São Paulo de Futebol Júnior, as mulheres foram impedidas de entrar com suas bolsas, sendo obrigadas a deixar os objetos do lado de fora do estádio.

De acordo com a SSP, “a situação descrita não é padrão adotado em jogos de futebol e as circunstâncias serão apuradas”.

Segundo apurou a coluna, a medida de impedir a entrada das bolsas não foi debatida na reunião realizada antes da partida envolvendo representantes da Federação Paulista de Futebol (FPF) e da Polícia Militar para determinar o esquema de segurança que seria adotado no jogo.



  • porfiriozl

    Sinceramente, duvido que haverá apuração, visto que o desrespeito é tremendamente absurdo, espero que a acompanhem a partida para saber se sinalizadores serão acesos, sendo que é proibido nos estádios brasileiros. Ou não é proibido o artefato dentro dos Estádios? Infelizmente nós brasileiros não somos sérios e nem cumpridores, acabamos virando piada para imprensa internacional, entristece demais para aqueles que não merecem.

    • Jovercleidson Tupinambaré

      Engano seu, os sinalizadores são proibidos, entram no estádio escondidos.

MaisRecentes

Globo vê obstáculos na ‘pressa’ da CBF para implantar árbitro de vídeo



Continue Lendo

Procurador do STJD não vê brecha para futura reclamação por causa do árbitro de vídeo



Continue Lendo

Eurico exalta árbitro de vídeo no Brasileiro: ‘Antes tarde do que nunca’



Continue Lendo