Esporte Interativo queria direitos da Primeira Liga por seis temporadas



Principal concorrente da Globo na briga pelos direitos de transmissão do futebol brasileiro, o Esporte Interativo (EI) pretendia fechar um contrato de seis anos com a Primeira Liga e pagar até mais que os R$ 23 milhões anuais que serão pagos pela emissora carioca, que fechou acordo para transmitir o torneio até 2019.

Questionado sobre o interesse do EI, o CEO da Primeira Liga, José Sabino, disse que a proposta do canal não foi oficial.

– Não teve nada de concreto por parte deles – afirmou à coluna o executivo.

Apesar do interesse pelo contrato de longo prazo, o Esporte Interativo esperava pela realização de uma licitação para concorrer pelos direitos de transmissão do torneio, conforme comentado pelos dirigentes da Primeira Liga no ano passado.

A desistência por esse modelo de venda dos direitos, segundo Sabino, foi por incertezas do mercado em relação ao interesse pela competição.



MaisRecentes

Vasco quer aumentar uso do Maracanã para impulsionar projeto de sócio-torcedor



Continue Lendo

Torcedores podem acionar Ministério Público contra Pedro Abad



Continue Lendo

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo