Batatais vai à final contra o Corinthians na Copinha por ‘estabilidade da competição’



Ao ser anunciada a punição ao Paulista de Jundiaí no caso do jogador que fraudou sua documentação para jogar a Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Batatais, eliminado nas semifinais, foi a equipe que herdou a vaga na decisão do torneio contra o Corinthians. Mas por que essa decisão se as outras equipes que foram eliminadas pelo Paulista também foram prejudicadas com o atleta irregular em campo?

A resposta está no parágrafo 3º do artigo 12 do Regulamento Geral da competição, que diz que, no caso de exclusão ou eliminação em competição eliminatória, o clube será substituído por seu adversário sem prejudicar o andamento do torneio.

– Existe um princípio no Direito Desportivo chamado “Princípio de Estabilidade da Competição” que diz que toda decisão não pode tirar a estabilidade do torneio – explica o advogado André Sica, um dos membros do Tribunal de Justiça Desportiva que analisou o caso do jogador do Paulista de Jundiaí na Copinha.

Já em relação à norma facultativa de punir o clube com a exclusão de competições pelos próximos cinco anos, Sica diz que a punição não foi imposta por falta de provas contra o Paulista de Jundiaí, cujos representantes foram ouvidos pelo Comitê Disciplinar da competição.



MaisRecentes

Benemérito do Vasco reclama de obstrução da secretaria para regularizar sócio



Continue Lendo

Vasco fecha com novo patrocinador até o final da temporada



Continue Lendo

Tour da Arena Corinthians já recebeu mais de 100 mil visitantes



Continue Lendo