Amistoso da Seleção tem 5 mil ingressos vendidos e já preocupa a CBF



Após uma semana com vendas pela internet, apenas cinco mil ingressos foram comercializados para o amistoso entre Brasil e Colômbia na próxima quarta-feira, dia 25, no estádio Nilton Santos (Engenhão), no Rio. Nos bastidores, diretores da CBF já mostram certo receio em relação à procura pelas entradas para o jogo e a expectativa é que as vendas aumentem a partir da próxima segunda-feira, quando os ingressos passarão a ser vendidos nas bilheterias.

A renda obtida com o amistoso, chamado de “Jogo da Amizade”, será repassada aos familiares das vítimas do trágico acidente com o avião da Chapecoense, no final do ano passado. A expectativa da CBF é obter cerca de R$ 4 milhões com a venda de ingressos, sendo que praticamente toda a arrecadação será repassada já que os custos foram baixos para a realização da partida. O Botafogo, por exemplo, dono do Nilton Santos, não cobrou nada pelo aluguel do estádio.

O acesso mais difícil ao Engenhão – a ideia inicial da CBF era realizar a partida no Maracanã – e o fato da Seleção Brasileira jogar apenas com atletas que atuam no país são os principais motivos que têm preocupado a entidade para ter o estádio cheio na próxima quarta-feira.

Cerca de 42 mil ingressos foram colocados à venda com preços que variam entre R$ 70 e R$ 150. Por ser um jogo beneficente, a CBF também disponibilizou o “ingresso solidário”, que custa R$ 50 sem dar acesso ao jogo, sendo apenas uma forma dos torcedores contribuírem com a arrecadação às vítimas.

Colaborou: Bernardo Cruz



MaisRecentes

Vasco quer aumentar uso do Maracanã para impulsionar projeto de sócio-torcedor



Continue Lendo

Torcedores podem acionar Ministério Público contra Pedro Abad



Continue Lendo

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo