Amistoso da Seleção tem 5 mil ingressos vendidos e já preocupa a CBF



Após uma semana com vendas pela internet, apenas cinco mil ingressos foram comercializados para o amistoso entre Brasil e Colômbia na próxima quarta-feira, dia 25, no estádio Nilton Santos (Engenhão), no Rio. Nos bastidores, diretores da CBF já mostram certo receio em relação à procura pelas entradas para o jogo e a expectativa é que as vendas aumentem a partir da próxima segunda-feira, quando os ingressos passarão a ser vendidos nas bilheterias.

A renda obtida com o amistoso, chamado de “Jogo da Amizade”, será repassada aos familiares das vítimas do trágico acidente com o avião da Chapecoense, no final do ano passado. A expectativa da CBF é obter cerca de R$ 4 milhões com a venda de ingressos, sendo que praticamente toda a arrecadação será repassada já que os custos foram baixos para a realização da partida. O Botafogo, por exemplo, dono do Nilton Santos, não cobrou nada pelo aluguel do estádio.

O acesso mais difícil ao Engenhão – a ideia inicial da CBF era realizar a partida no Maracanã – e o fato da Seleção Brasileira jogar apenas com atletas que atuam no país são os principais motivos que têm preocupado a entidade para ter o estádio cheio na próxima quarta-feira.

Cerca de 42 mil ingressos foram colocados à venda com preços que variam entre R$ 70 e R$ 150. Por ser um jogo beneficente, a CBF também disponibilizou o “ingresso solidário”, que custa R$ 50 sem dar acesso ao jogo, sendo apenas uma forma dos torcedores contribuírem com a arrecadação às vítimas.

Colaborou: Bernardo Cruz



MaisRecentes

Conselheiros do Palmeiras cobram diretor de futebol Alexandre Mattos



Continue Lendo

No Dia do Professor, COB abre inscrições para curso de iniciação esportiva



Continue Lendo

Mau desempenho do time afeta Maurício Galiotte no comando do Palmeiras



Continue Lendo