Fenapaf critica demora do STJD em analisar atraso nos salários de atletas



A Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf) criticou o andamento dos trabalhos do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e diz que não comparecerá mais nas audiências do órgão. O motivo foi a demora em analisar o caso dos jogadores do Santa Cruz, que ficaram quatro meses sem receber salários.

A Fenapaf fez uma notificação ao STJD no dia 10 de outubro, e só na semana passada recebeu um e-mail convidando a entidade para uma audiência de conciliação entre as partes, fato que irritou o presidente da Fenapaf, Felipe Augusto Leite.

Ele aponta que o STJD viola a Constituição ao não garantir a celeridade processual já que a grande maioria dos atletas do Santa Cruz já não defendem mais o clube pernambucano. E recusou o chamado do órgão para a audiência de conciliação.

– Depois de três meses eles aparecem querendo entender o caso? É vergonhoso, estão brincando com coisa séria – reclamou Leite.

Na carta-resposta enviada ao presidente do STJD, Ronaldo Piacente, o presidente da Fenapaf pede que “em 2017 este Tribunal consiga equacionar esta nova forma de infração cometida pelos clubes, havendo mais celeridade no seu processamento e julgamento”. O dirigente também questiona o papel da Lei do Profut, que prevê punição a clubes que atrasarem salários.

O presidente do STJD não atendeu a ligação da coluna para comentar o caso.



MaisRecentes

Pela primeira vez, desde que assumiu a CBF, Rogério Caboclo participará de um programa ao vivo



Continue Lendo

Santos e FPF se unem em campanha por apoio ao futebol feminino no Brasil



Continue Lendo

Jogos da Série B1 do Carioca terão transmissão pela tv a cabo



Continue Lendo