Perto de ser extinta, Autoridade Pública Olímpica tem orçamento de R$ 3,7 milhões



Criada para gerir as iniciativas para os Jogos Rio-2016 realizadas em conjunto entre as três esferas de governo, a Autoridade Pública Olímpica (APO) tem até o próximo domingo, 15, para exonerar ou dispensar 90% de seu quadro de funcionários. Às vésperas da Olimpíada, a entidade chegou a ter mais de 130 pessoas em sua atuação.

A iniciativa de reduzir o número de pessoas atuando na APO deve-se ao prazo para a extinção da entidade, que é até o dia 31 de março. Nesse período, as atividades ficarão concentradas no escritório de Brasília, já que a estrutura utilizada no Rio será desativada até o final deste mês. Para os três meses de atuação da APO, o governo federal aprovou um orçamento de R$ 3,7 milhões.



MaisRecentes

Vasco quer aumentar uso do Maracanã para impulsionar projeto de sócio-torcedor



Continue Lendo

Torcedores podem acionar Ministério Público contra Pedro Abad



Continue Lendo

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo