Real Madrid contatou diretoria da Chapecoense para amistoso



O Barcelona não deve ser o único grande time europeu que a Chapecoense enfrentará em amistosos. O time brasileiro recebeu contato do Real Madrid para disputar um jogo visando a reconstrução do time brasileiro. O assunto está sendo tratado pelo presidente da Chape, Plínio David de Nês Filho, mas as conversas ainda não avançaram. Em agosto, a Chape disputará o Troféu Joan Gamper após ser convidado pelo Barcelona para o jogo que marca o início da temporada do clube catalão.

O calendário cheio é um dos empecilhos para a Chapecoense enfrentar o Real Madrid já neste ano. A ida à Espanha para enfrentar o Barça ocorrerá em meio ao Brasileirão, e a equipe catarinense também disputará outros dois jogos válidos pela Recopa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional (COL), além de Estadual, Primeira Liga, Libertadores e Copa do Brasil. O departamento de futebol estima a disputa de 80 jogos para a atual temporada.

A diferença para a Chape ter aceito o jogo com o Barça é que o clube catalão fez um convite oficial à equipe catarinense, enquanto que o Real Madrid apenas contatou o time brasileiro para saber da viabilidade do amistoso. Além do interesse dos madrilenhos, a diretoria também pretende conversar com outros times europeus para montar uma turnê pelo Velho Continente, o que deve ocorrer em 2018.



  • fabiano

    O importante e os jogadores que se foram e suas familias. Se o amistoso for pra esse intuito, e válido. Porque a instituição fica e esta se recompondo. As vidas que se foram, não

  • Norma

    Com certeza a finalidade é ajudar as famílias e ainda a Chape à se reerguer, clube sério que conquistou a admiração e a torcida de muitos de nos. Força Chape!!

  • caique

    O corinthians tambem ja enfrentou o Real, la em 2000 num torneio amistoso, que foi nomeado como torneio de verao

MaisRecentes

‘Serão 6,5 mil testes este ano’, diz presidente da comissão antidoping da CBF



Continue Lendo

Tícket médio dos jogos do Brasileirão-2016 teve queda de 10%, aponta estudo



Continue Lendo

ABCD crê em recredenciamento junto à Wada até abril



Continue Lendo