Ministério do Esporte quer Caixa ao Parque Olímpico para reduzir custos



O Ministério do Esporte irá procurar a Caixa Econômica Federal e propor que o banco estatal adquira os naming rights das arenas do Parque Olímpico da Barra, cuja responsabilidade passou a ser do governo federal. A ideia é que o valor pago pela Caixa amorteça o custo de manutenção dos equipamentos, que passarão por avaliação nos próximos 30 dias por uma equipe do Ministério. Vale lembrar que o Parque Olímpico só passou ao governo porque a licitação por uma parceria público-privada não deu certo.

Para o uso das arenas, o Ministério do Esporte pretende fazer licitações que possam atrair confederações esportivas e ligas, como a NBB, para a realização de eventos. A gestão do governo envolverá as Arenas Cariocas 1 e 2, o Centro Olímpico de Tênis e o Velódromo. A Arena 3 vai virar escola municipal, enquanto o Parque Aquático e Arena do Futuro vão ser desmontados e alocados em outros pontos do país.

—-

Após tirar o tecido que cobria a placa do Mural dos Campeões, espaço reservado no Parque Olímpico para registrar todos os medalhistas olímpicos e paralímpicos da Rio-2016, o prefeito Eduardo Paes fez um brincadeira com fundo de verdade. Ele reclamou com um integrante da equipe da Prefeitura que o nome dele não estava na placa.



MaisRecentes

Flamengo x Botafogo: discussão até sobre ponto de venda de ingressos



Continue Lendo

Reunião de técnicos tem baixa adesão dos times grandes, mas ganha ‘medalhões’



Continue Lendo

Botafogo não será denunciado no STJD por caso de injúria racial de torcedor



Continue Lendo