Ministério do Esporte quer Caixa ao Parque Olímpico para reduzir custos



O Ministério do Esporte irá procurar a Caixa Econômica Federal e propor que o banco estatal adquira os naming rights das arenas do Parque Olímpico da Barra, cuja responsabilidade passou a ser do governo federal. A ideia é que o valor pago pela Caixa amorteça o custo de manutenção dos equipamentos, que passarão por avaliação nos próximos 30 dias por uma equipe do Ministério. Vale lembrar que o Parque Olímpico só passou ao governo porque a licitação por uma parceria público-privada não deu certo.

Para o uso das arenas, o Ministério do Esporte pretende fazer licitações que possam atrair confederações esportivas e ligas, como a NBB, para a realização de eventos. A gestão do governo envolverá as Arenas Cariocas 1 e 2, o Centro Olímpico de Tênis e o Velódromo. A Arena 3 vai virar escola municipal, enquanto o Parque Aquático e Arena do Futuro vão ser desmontados e alocados em outros pontos do país.

—-

Após tirar o tecido que cobria a placa do Mural dos Campeões, espaço reservado no Parque Olímpico para registrar todos os medalhistas olímpicos e paralímpicos da Rio-2016, o prefeito Eduardo Paes fez um brincadeira com fundo de verdade. Ele reclamou com um integrante da equipe da Prefeitura que o nome dele não estava na placa.



MaisRecentes

Clube da China deve fazer proposta ao Palmeiras para contratar Deyverson



Continue Lendo

Bittencourt é o primeiro presidente do Fluminense a apresentar dirigentes da base em Xerém



Continue Lendo

Pela primeira vez, desde que assumiu a CBF, Rogério Caboclo participará de um programa ao vivo



Continue Lendo