Justiça mantém Riascos no Cruzeiro e o impede de fechar contrato com outro clube



O imbróglio envolvendo o atacante colombiano Riascos e o Cruzeiro teve mais capítulo na noite desta quarta-feira. É que o Tribunal Superior do Trabalho (TST) suspendeu a decisão de uma semana atrás que autorizava o jogador a fechar contrato com outro clube. A liminar foi deferida pelo ministro Ives Gandra Martins Filho após mandado de segurança impetrado pelo advogado Maurício de Figueiredo Corrêa da Veiga, que atua para o clube mineiro.

– Não houve descumprimento das obrigações contratuais por parte do clube para se justificar este processo – comentou o advogado.

Antes dessa decisão, Riascos havia obtido um habeas corpus que o liberava a atuar por qualquer clube, tanto do Brasil quanto do exterior, até que houvesse uma decisão da Justiça sobre a sua tentativa de rescindir o contrato com o Cruzeiro.

Nesta sexta-feira, entretanto, o caso terá mais um desdobramento. É que além da decisão, o ministro do TST agendou para amanhã uma audiência de conciliação entre as partes, em Brasília.



MaisRecentes

Vasco quer aumentar uso do Maracanã para impulsionar projeto de sócio-torcedor



Continue Lendo

Torcedores podem acionar Ministério Público contra Pedro Abad



Continue Lendo

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo