Verba da Lei Piva para as confederações olímpicas será menor em 2017



O COB apresenta nesta terça-feira, no Rio, a divisão dos recursos da Lei Agnelo/Piva de 2017 às confederações. Neste ano, foram R$ 131 milhões repassados pelo Ministério do Esporte para a entidade, mas segundo o secretário nacional de alto rendimento da pasta, Luiz Lima, o valor será menor em 2017.

– Nos anos de Pan-Americano e Olimpíada o aporte de valor é maior. Por isso que deve ser menor no ano que vem”, comentou Lima.

Neste ano, as confederações que mais receberam recursos através da Agnelo Piva foram CBV (Vôlei), CBJ (Judô), CBDA (Natação), CBAt (Atletismo) e CBVela (Vela). Cada entidade recebeu R$ 4,5 milhões.

O valor repassado ao COB pela Lei Agnelo/Piva é de 1,7% do arrecadado pelas loteriais federais. Mas no Congresso já se discute elevar esse índice.

– Achamos desnecessário a Caixa tirar 5% para administrar a loteria. Tem que ser o contrário –  disse o deputado César Halum, que preside a Comissão do Esporte na Câmara dos Deputados.



MaisRecentes

Pela primeira vez, desde que assumiu a CBF, Rogério Caboclo participará de um programa ao vivo



Continue Lendo

Santos e FPF se unem em campanha por apoio ao futebol feminino no Brasil



Continue Lendo

Jogos da Série B1 do Carioca terão transmissão pela tv a cabo



Continue Lendo