Sucessor de Delfim como vice da CBF deve ser do Sul. Paranaense ganha força



A sucessão de Delfim Peixoto como vice-presidente da CBF já é um assunto que circula pelos bastidores da entidade entre os presidentes de federação. A discussão ainda é feita de forma velada, mas já surgiu quem defenda a manutenção da cadeira para a Região Sul. E, neste caso, Hélio Cury, da Federação Paranaense, tem sido citado por alguns pares. O dirigente, claro, não rejeita a possibilidade.

O presidente da Federação Paulista, Reinaldo Carneiro Bastos, rejeita a possibilidade de que o Sudeste (leia-se Rio e São Paulo) recuperem uma cadeira de vice, já que o paraense Coronel Nunes ficou com o assento que era de José Maria Marin.

– O presidente Delfim era de Santa Catarina. A vaga é deles. Não tenho poder de indicar ou escolher, é opinião pessoal – disse ele.

Hélio Cury chegou a fazer parte do bloco chamado de “rebelde” que era contra a posse de Marin logo após a renúncia de Ricardo Teixeira. Mas houve aproximação recente na gestão Del Nero.

Uma outra questão envolvendo a sucessão de Delfim é o momento para concretizá-la. Tem presidente falando que isso só vai acontecer ao fim do primeiro trimestre de 2017.



MaisRecentes

Diretor da Chape compara permanência na Série A a título da Champions League



Continue Lendo

Botafogo sai da lista de clubes formadores da CBF. Coritiba retorna



Continue Lendo

Entidades buscam nome para preencher vaga no Tribunal Antidopagem



Continue Lendo