Liga Paulista entra com ação na Justiça contra a CBF



Lançada este ano, a Liga de Futebol Paulista (LFP), que reúne times de menor expressão do Estado de São Paulo, entrou com uma ação na Justiça contra a CBF para que clubes e atletas do torneio sejam vinculados ao Boletim Informativo Diário (BID). O argumento é que há uma desvalorização dos participantes por ficarem de fora do sistema de transferências do futebol no país.

– Tudo o que a legislação determina foi feito e queremos que a CBF cumpra o que está na Lei Pelé – diz a advogada Gislaine Nunes, que preside a Liga.

Ela cita como exemplo a criação da Primeira Liga e diz que a CBF tem a obrigação de reconhecer ligas e entidades esportivas. Segundo a advogada, o não reconhecimento da competição tem prejudicado a organização do torneio. A primeira edição da Liga termina neste sábado e teve a participação de 30 clubes.

– Não houve interesse em patrocínio e nem transmissão dos jogos. E os clubes sentem falta de respaldo e não conseguem vender atletas – comentou Gislaine.

A ação na Justiça contra a CBF foi apresentada na última terça-feira, na 6ª Vara Cível do Rio de Janeiro, e a Liga Paulista não pede indenização mas multa diária pelo descumprimento caso o resultado seja favorável à Liga. Caso isso ocorra, o valor será estipulado pela juíza do caso.

Contatada, a CBF não quis comentar o caso por não ter sido notificada.



MaisRecentes

Atlético-MG já tem pagas guias de parcelas do Profut até outubro de 2021



Continue Lendo

Reunião na Fifa debate aceitação de licenças de técnicos da CBF



Continue Lendo

Treinadores terão encontro na CBF e farão demandas à entidade



Continue Lendo