CBF pode adiar participação em testes do árbitro de vídeo



A CBF não está tão satisfeita com os rumos que a Fifa tem tomado nos testes do árbitro de vídeo e cogita até adiar a entrada na rodada de testes, prevista para meados de 2017. O ponto principal de discordância está no fato de a entidade (leia-se também International Board e países europeus) estar admitindo que lances interpretativos sejam analisados no vídeo. Na visão de quem cuida do projeto pela CBF, isso traria interrupções além da conta no jogo e faria aumentar a subjetividade para o árbitro de vídeo.

A CBF chegou a enviar no mês passado uma carta a Zurique insistindo que só lances das quatro naturezas defendidas pelo projeto brasileiro – gol, pênalti, incidente com vermelho direto e aplicação de cartão a jogador errado – sejam analisados pelo vídeo, sem que o árbitro principal venha até o monitor de TV para verificar pessoalmente a jogada. Enquanto acompanha os acontecimentos no exterior, a CBF tem conversado com empresas para fornecerem o aparato técnico para o árbitro de vídeo. Dois orçamentos já foram feitos e mais duas companhias estão interessadas.



MaisRecentes

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo

Ferj se surpreende com informalidade da prefeitura do Rio de Janeiro



Continue Lendo

Elenco do Palmeiras pede por Deyverson, Felipão dá chance, mas diretoria quer negociá-lo



Continue Lendo