Parceira de Fla e Flu, CSM fecha acordo com multinacionais para assumir Maracanã



Uma das empresas interessadas na gestão do Maracanã, a CSM fechou parceria com a francesa GL Events e a holandesa Amsterdam Arena para unir forças na briga pela administração do Maracanã. A participação de cada empresa na gestão do estádio ainda está sendo negociada. Quem também conversa para entrar no acordo é a americana AEG, que já detém 5% do Maracanã através do consórcio formado junto com a Odebrecht. A expectativa é que a companhia mantenha esse percentual caso o grupo fique com a gestão do estádio.

Por conta da negociação com as multinacionais, a CSM contatou Flamengo e Fluminense, principais interessados na nova gestão do Maracanã, que deram carta branca para o acordo. Os dois clubes utilizaram os serviços da empresa para operar nos jogos que realizaram no estádio na reta final do Brasileirão, período que o Maracanã estava sob a responsabilidade do Comitê Rio-2016.

Ao fechar parceria com a Amsterdam Arena e a GL Events – que no Brasil faz a gestão da Rio Arena (ex-HSBC Arena) – a CSM põe fim ao risco de não cumprir o edital para a gestão do Maracanã que exige atuação e expertise na área. Esse era um dos pontos citados pela principal concorrente, a francesa Lagardère, para desqualificar a CSM na briga pela gestão do estádio carioca.



MaisRecentes

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo

Ferj se surpreende com informalidade da prefeitura do Rio de Janeiro



Continue Lendo

Elenco do Palmeiras pede por Deyverson, Felipão dá chance, mas diretoria quer negociá-lo



Continue Lendo