Liga Sul-Americana de Clubes perde força junto à Conmebol



Criada no início do ano para fiscalizar a Conmebol e reforçar a representatividade de seus membros junto à entidade, a Liga Sul-Americana de Clubes tem perdido forças nos bastidores menos de seis meses após a aprovação de seu estatuto. Um dos motivos tem sido a falta de abertura da Conmebol em relação ao grupo.

– A Liga está muito esvaziada pela falta de interlocução com a Conmebol e isso gera muita desconfiança e dificuldade – aponta Romildo Bolzan Júnior, presidente do Grêmio e vice da Liga.

Segundo o dirigente gremista, um dos fatores que contribuíram para a perda de força da Liga nos bastidores é a falta de união dos clubes brasileiros. Seis dos grandes clubes do país optaram por não participar da entidade: Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Santos, Botafogo e Vasco.

– É um processo que perdeu sua força. Sem esse apoio, não temos força necessária para contestar e trouxe muita dificuldade para legitimar o debate da Liga – aponta Romildo.

Por conta das dificuldades na atuação, os integrantes da Liga Sul-Americana de Clubes têm discutido a possibilidade de realizar intercâmbios com as ligas europeias. A iniciativa visa principalmente conhecer melhor os modelos de gestão das entidades.

Esse será um dos assuntos que será debatido na próxima reunião da Liga agendada para o próximo dia 6, em Montevidéu.



  • Julio Cezar Carvalho

    Pô, não pode desanimar ao primeiro obstáculo, vão em frente mesmo sem estes seis clubes.

  • Que bola fora desses 6 times, onde 1 é o meu.

MaisRecentes

Romário enviará relatório da CPI do Futebol ao Ministério Público da Espanha



Continue Lendo

Federação Paulista nomeia empresário como vice-presidente



Continue Lendo

Se não ficar no Vasco, prioridade de Nenê é negócio no exterior



Continue Lendo