Flamengo não foi procurado por franceses desde notícia de negociação por Maracanã



O Flamengo não foi procurado pela Lagardère desde que veio à tona a informação – da ESPN e Globoesporte.com – de uma proximidade de acerto com o governo do Rio e a Odebrecht para que a concessão do Maracanã passe diretamente, sem licitação, à empresa francesa, que tem parceria com a BWA. Representantes da companhia chegaram a se reunir com o Fla algum tempo antes, mas não houve qualquer acerto sobre parceria para uma eventual gestão do estádio.

O Rubro-Negro – parceiro da CSM, outra a mostrar interesse pelo Maracanã – bate o pé dizendo que não pretende fechar contrato com empresa que assuma o estádio sem que haja um compartilhamento de gestão e um acordo vantajoso.

Falando em estádio, o Flamengo ainda não se mostra tão apressado para definir uma alternativa ao Maracanã visando à disputa da Libertadores porque confia – além de aguardar o desfecho entre empresas e governo – na classificação para a fase de grupos e isso garantiria à diretoria pelo menos mais um mês para bater o martelo, já que a fase preliminar começa em 1 de fevereiro e a de grupos em 8 de março.



MaisRecentes

Rodrigo Caetano surge como opção caso Alexandre Mattos deixe o Palmeiras



Continue Lendo

Caso vire empresa, investidores podem quitar dívida do Botafogo em até cinco anos



Continue Lendo

Conselheiros do Vasco vão pedir explicação formal a Campello sobre recusa a novos sócios



Continue Lendo