Ferj cita reunião de 2015 para rebater irregularidade nas regras do Carioca 2017



A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) aponta que as mudanças no regulamento do Campeonato Carioca de 2017 foram debatidas e deliberadas no Arbitral de 2015 do Estadual. De acordo com a entidade, entre as novas regras aprovadas pelos representantes dos clubes na reunião estava a de reduzir o número de clubes do torneio como ocorrerá no próximo ano, quando a fase principal será disputada por 12 times.

A posição da entidade ocorre após a coluna ter publicado que o novo regulamento do torneio fere o Estatuto do Torcedor (leia aqui). Segundo o advogado especializado em direito desportivo, Carlos Eduardo Ambiel, um dos autores da lei, a irregularidade no Estatual ocorre ao alterar as regras da edição deste ano de maneira retroativa.

No Arbitral do torneio de 2017, ficou definido a disputa de uma fase preliminar com seis times, sendo os dois que subiram para a elite do Carioca e os quatro piores colocados do torneio de 2016 (fora os dois já rebaixados). O equívoco, segundo o advogado, foi considerar o resultado da edição passada como critério técnico para a competição de 2017 sem o seu regulamento prever a fase preliminar.



MaisRecentes

CBF lidera ranking das confederações nas redes sociais



Continue Lendo

Novo texto do Profut protege clubes inadimplentes



Continue Lendo

Patrocinador do Corinthians fecha acordo com a Ponte para jogo contra o Palmeiras



Continue Lendo