Aliados do presidente do São Paulo assinam manifesto por voto aberto no estatuto



Enquanto os que defendem o voto secreto no novo estatuto do São Paulo apontam ter cerca de 80 apoiadores, conforme publicado ontem pela coluna, os que querem o voto nominal nas eleições do clube dizem ter ampla maioria, com ao menos 120 membros do Conselho. O apoio ao voto nominal é mensurado com os partidos cujos líderes assinaram um termo a favor do voto aberto.

O documento foi passado aos presentes na reunião promovida na última quinta, no Morumbi, pelo presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, que defende o voto nominal. No encontro estiveram representantes dos grupos Vanguarda, Legião, Participação, Nova Força, Pró-SP, União dos Independentes, Legenda, e Sempre Tricolor.

O tema é o de maior polêmica na reforma estatutária, cujo texto irá para votação dos conselheiros na próxima quarta-feira.



MaisRecentes

Liga vê Copa do Nordeste com potencial para crescer e pagar mais aos clubes



Continue Lendo

Crise política breca MP que isenta atletas de cobrança previdenciária



Continue Lendo

Romário enviará relatório da CPI do Futebol ao Ministério Público da Espanha



Continue Lendo