Aliados do presidente do São Paulo assinam manifesto por voto aberto no estatuto



Enquanto os que defendem o voto secreto no novo estatuto do São Paulo apontam ter cerca de 80 apoiadores, conforme publicado ontem pela coluna, os que querem o voto nominal nas eleições do clube dizem ter ampla maioria, com ao menos 120 membros do Conselho. O apoio ao voto nominal é mensurado com os partidos cujos líderes assinaram um termo a favor do voto aberto.

O documento foi passado aos presentes na reunião promovida na última quinta, no Morumbi, pelo presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, que defende o voto nominal. No encontro estiveram representantes dos grupos Vanguarda, Legião, Participação, Nova Força, Pró-SP, União dos Independentes, Legenda, e Sempre Tricolor.

O tema é o de maior polêmica na reforma estatutária, cujo texto irá para votação dos conselheiros na próxima quarta-feira.



MaisRecentes

Palmeiras arrecada R$ 13,5 milhões com ‘taxa de melhoria’ para os sócios



Continue Lendo

Registro de brasileiros menores de idade que jogam no exterior dobrou em 2016



Continue Lendo

Primeira Liga distribuirá R$ 6 milhões em premiação



Continue Lendo