Modelo de votação divide Conselho do São Paulo na reforma do estatuto



O modelo de votação para o Conselho Deliberativo tem gerado polêmica no processo de reforma do estatuto do clube, que está em sua fase final. Enquanto parte dos conselheiros defendem a manutenção do voto nominal por ser mais transparente – já que obriga incluir na cédula o nome e matrícula de sócio – outros mais ligados à oposição querem que a votação passe a ser secreta, evitando assim um “patrulhamento” em relação aos membros.

Entretanto, a proposta da Comissão responsável pela reforma será a de manter a votação nominal. O argumento é que, apesar do voto secreto ser legítimo, a indicação em aberto possibilita ao associado saber em quem os conselheiros estão votando.

Até esta quinta, dia 10, as comissões Legislativa e de Reforma Estatutária do Conselho entregarão seus pareceres sobre o documento. Já no próximo dia 16, os membros do Conselho Deliberativo analisarão o conteúdo do novo estatuto que irá para votação em Assembleia Geral no dia 3 de dezembro, último ato antes do documento entrar em vigor.



MaisRecentes

Corte? Lucas Lima em pauta na reunião da comissão técnica da Seleção



Continue Lendo

Flamengo tem campanha de sócio-torcedor suspensa por órgão



Continue Lendo

Palmeiras e Chape levantam coro por transparência de tribunal em papo com a Conmebol



Continue Lendo