Maracanã: Flu defende municipalização e Fla não quer negócio com ‘aventureiros’



Em reunião com o candidato à prefeitura do Rio Marcelo Freixo (PSOL), o presidente do Fluminense, Peter Siemsen, defendeu a municipalização do Maracanã. Na visão do dirigente, isso facilitaria tratativas de projetos com os clubes. Assim como fizera no papo com Crivella (PRB), o Flu ressaltou a ideia de aproximação às Vilas Olímpicas para descobrir talentos.

No mesmo encontro, o Flamengo reforçou na conversa que não está disposto a usar o estádio se a concessão não tiver participação dos clubes. “Caso venha acontecer uma frustração de o Flamengo e os clubes não ficarem com o Maracanã por causa de aventureiros, vamos ter que partir para a construção de estádio próprio e vamos precisar da Prefeitura para tentar viabilizar uma área”, disse o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

A diretoria do Flamengo tem achado estranho não ter sido procurada ainda pela equipe da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que está fazendo o estudo de viabilidade econômica do Maracanã. A FGV, inclusive, está responsável por fazer a arbitragem entre Estado e Concessionária Maracanã para definir a data de entrega do estádio.



MaisRecentes

Rodrigo Caetano surge como opção caso Alexandre Mattos deixe o Palmeiras



Continue Lendo

Caso vire empresa, investidores podem quitar dívida do Botafogo em até cinco anos



Continue Lendo

Conselheiros do Vasco vão pedir explicação formal a Campello sobre recusa a novos sócios



Continue Lendo