Presidente do São Paulo deve usar cargo de vice para se fortalecer para a eleição



Após ver o advogado Antônio Carlos Mariz recusar o convite para assumir a vice-presidência geral do São Paulo, o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, deve apostar em um novo nome de peso para ocupar o cargo. Ao menos é o que avaliam dirigentes são-paulinos, que apontam a iniciativa como uma forma do presidente do São Paulo se fortalecer politicamente faltando seis meses para as eleições no clube do Morumbi.

A opção de Leco por um vice-presidente de peso político dentro do São Paulo deve tirar o cargo do partido Legenda. O grupo ocupava o posto desde o início da atual gestão com Roberto Natel, provável adversário de Leco na eleição e que deixou o cargo há duas semanas. Mariz passou a ser a opção de Leco, mas sua recusa ao cargo diminuíram as chances do partido se manter na vice-presidência geral do clube.



MaisRecentes

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo

Ferj se surpreende com informalidade da prefeitura do Rio de Janeiro



Continue Lendo

Elenco do Palmeiras pede por Deyverson, Felipão dá chance, mas diretoria quer negociá-lo



Continue Lendo