Associação de jogadores de futebol defende fim da multa rescisória em negociações



A Federação Internacional de Jogadores Profissionais de Futebol (FIFPRO) apresentou esta semana, em Londres, uma proposta para acabar com as multas impostas em transferências de jogadores. A iniciativa da entidade visa reduzir os valores exorbitantes que as negociações têm atingido no futebol igualando os contratos aos de um profissional normal.

Federações nacionais e clubes foram contra a proposta da FIFPRO por avaliarem que a exclusão das multas beneficiaria ainda mais os grandes times de futebol.

Painelista do evento em Londres, o advogado brasileiro Marcos Motta, especialista em transferências internacionais, diz ser contra o fim das multas nos contratos de atletas pelo futebol ser um “mercado atípico”.

– Tem que ter um sistema onde prevaleça a estabilidade contratual e ela só é alcançada com o pagamento de multa em caso de rescisão – comentou Motta.



MaisRecentes

Agência irá recorrer de decisão que tirou campanha do Flamengo do ar



Continue Lendo

CBF manda representante para Salvador para acompanhar arbitragem da final da Copa do Nordeste



Continue Lendo

Sindicato cria norma para repassar direito de arena a atletas em até 5 anos



Continue Lendo